O Prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou a Lei Nº 16.222 que vai salvar incontáveis vidas animais. Isto porque esta lei proíbe de uma vez por todas a produção e comercialização do ‘foie gras’, o fígado de ganso, e também a comercialização de peles de animais em toda a cidade. Mas, essa história seria muito diferente se não fossem 100.000 pessoas que se organizaram e agiram belo bem dos animais.

 

 

Ativistas realizam protesto em frente à Prefeitura de São Paulo

 

Toda semana o MAPAA compartilha em suas redes sociais uma petição para ser assinada que visa o bem-estar e o direito dos animais. Isto porque, infelizmente, no Brasil, os animais estão marginalizados, esquecidos pelo poder público, sem direitos e sem espaço. Assim, muitas vezes a participação civil por meio de assinaturas e demais formas de protesto acaba por ser a única ajuda que os animais recebem em diversas situações em que eles estão sofrendo de maus-tratos.

 

Petição na CHANGE.ORG

 

Embora, nos bastidores, a conversa que estava correndo era a de que o Prefeito iria vetar o projeto, grupos de proteção animal como a SVB e o Fórum de Proteção Animal não descansaram e juntos de um parecer da OAB de São Paulo que sustentava a legalidade do projeto e com a participação fundamental de ativistas e personalidades do movimento da proteção animal, pressionaram o prefeito em um momento de extrema importância, um dia antes do prazo final para que ele sancionasse ou vetasse o projeto.

 

Ativistas que não arredaram os pés de frente da prefeitura

 

E foi assim que a união de ONGs, instituições da sociedade civil, coletivos independentes, a Comissão de Direito Animal da OAB, personalidades e quase 100.000 assinaturas de cidadãos engajados conquistou uma vitória histórica para os animais em todo o país. A Lei Nº 16.222 não só vai salvar diversos gansos e demais animais silvestres, como abre uma importante porta de diálogo entre sociedade e poder público para que outras mudanças possam vir de maneira que os grandes vencedores desta luta sejam aqueles que não tem voz.

 

Parabéns a TODOS os envolvidos, dos ativistas às assinaturas da petição. E, se você não participou nesta vitória, esteja certo de que outras disputas virão e a sua participação poderá definir a construção de um país mais justo e verdadeiramente animal.